All posts tagged REC

REC Produtores lança filme “Para ter onde ir”

O longa-metragem “Para ter onde ir”, produção da pernambucana REC Produtores Associados, cliente da TGI, e da paraense Cabocla Filmes, teve sua estreia nacional em maio. Primeiro longa de ficção da carreira da premiada diretora Jorane Castro, o filme já foi exibido em salas de cinema do Rio de Janeiro, Niterói, Belém, Manaus, Curitiba, Porto Alegre, Palmas, Goiânia, São Paulo e Recife, com distribuição feita pela O2 Play.

O elenco do filme é estrelado pela atriz, bailarina e cantora Lorena Lobato, que encarna Eva, responsável por orientar os navios de grande porte a atracar na barra de Belém do Pará. A atriz Ane Oliveira assume o papel da idealista Melina e na pele de Keithylennye, ex-dançarina de tecnomelody e moradora da comunidade da Vila da Barca, em Belém, está Keila Gentil, cantora do grupo Gang do Eletro.

O filme retrata as diferentes visões das três personagens sobre a vida e o amor, quando seguem juntas em uma viagem, partindo de um cenário urbano para outro onde a natureza bruta prevalece. Rodado entre abril e maio de 2015, o longa foi filmado em Belém e em parte da Amazônia Atlântica, no município de Salinópolis, no Pará. O paraense radicado em Recife, Ofir Figueiredo, sócio da REC Produtores Associados, assina a produção executiva.

0

REC Produtores finaliza filmagens de “Conto que Vejo”

A REC Produtores Associados, cliente TGI, finalizou as filmagens do seu novo projeto, a minissérie para televisão Conto que Vejo, que será transmitida em rede nacional no Canal Brasil, com previsão de exibição no segundo semestre de 2016. Com direção de Lírio Ferreira e Hilton Lacerda, que também é o roteirista, a minissérie foi filmada na cidade de Triunfo, Sertão de Pernambuco, e terá cinco capítulos com 26 minutos de duração.

A trama conta a história de Cristiano (Jesuíta Barbosa) e Vitória (Hermila Guedes), filho e mãe que retornam à cidade natal muitos anos após deixá-la. O enredo é baseado em cinco contos de autores nordestinos, sendo quatro escolhidos a partir da curadoria do escritor Ronaldo Correia de Brito – Mentira de Amor, do próprio curador; Mateus, de Hermilo Borba Filho; O Dia em que Céu Casou, de José Carlos Viana; Castilho Hernandez, o Cantor e sua Solidão, de Sidney Rocha. Hilton Lacerda assina o último conto, Fim do Mundo, inédito.

“Esta é nossa primeira produção para televisão. A ideia surgiu a partir da implementação da lei que regulamentou a cota de produção independente das TV’s por assinatura. Vimos aí um espaço a mais”, explica João Júnior, sócio-fundador da REC Produtores e produtor da minissérie. Ele explica também que a ideia de fazer uma série de ficção é mais uma experiência para a REC, que já demonstrou sua expertise em filmes e longas.

Fundada em 1998, a REC Produtores Associados se dedica ao cinema autoral, ficando conhecida por filmes como “Cinema, Aspirinas e Urubus” (2005), de Marcelo Gomes, que participou da seleção oficial da Mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes 2005, e recebeu mais de 50 prêmios no mundo todo. Recentemente, a REC lançou os longas “Era uma vez eu, Verônica”, de Marcelo Gomes (2012), “Tatuagem”, de Hilton Lacerda (2013), e “O Homem das Multidões”, de Cao Guimarães e Marcelo Gomes (2014). Atualmente encontra-se em fase de produção do longa “Um Certo Joaquim”, de Marcelo Gomes.

0

REC Produtores conta trajetória de Joanna Maranhão em documentário

 

A REC Produtores, cliente TGI, foi um dos oito vencedores do Concurso Memória do Esporte Olímpico, promovido pelo Programa Petrobrás Esporte e Cidadania. O projeto garante recurso para a produção de documentários sobre atletas e técnicos que já representaram o Brasil em Olimpíadas, investindo, no total, mais de R$ 1,8 milhão. “O Nado de Joanna” é como foi batizado o trabalho da REC, que contará a trajetória de Joanna Maranhão como nadadora e terá direção do jornalista pernambucano Lucas Fitipaldi.

A ideia central da REC Produtores para o documentário é a de costurar depoimentos com um vasto material de pesquisa, aliado a registros espontâneos do personagem, representado pela própria Joanna, descartando, portanto, atores e reconstruções ficcionais. O filme será produzido em formato de média metragem e fará uma linha do tempo desde o início da carreira de Joanna, aos 17 anos, período em que vivenciou grande pressão psicológica ao ganhar visibilidade internacional, até sua fase atual, aos 27 anos. O registro perpassará caminhos desde a conquista do quinto lugar nos 400 metros nado medley na Olimpíada de Atenas, em 2004, até o envolvimento com polêmicas, lutas, a recente aposentadoria e, após, a decisão de retornar às piscinas.

Atuante no mercado desde 1998, a REC Produtores dedica-se ao cinema autoral, tendo estreado com o filme Cinema, Aspirinas e Urubus (2005), exibido no Festival de Cannes, na França. A REC é, ainda, responsável por projetos como o filme Tatuagem, de Hilton Lacerda, lançado em 2013 e dono de uma grande repercussão, além de O Homem das Multidões, de Marcelo Gomes e Cao Guimarães, também lançado em 2013, inovador por ter formato de tela quadrada, referência ao aplicativo Instagram e que participou da seleção oficial do Festival de Berlim (Berlinale) de 2014 e do e o Grand Prix Coup de Coeur do Cinélatino Tolouse, na França.

0

REC recebe prêmios internacionais com “O Homem das Multidões”

A REC Produções, cliente TGI, em parceria com a Cinco em Ponto, marcam presença nos principais festivais de cinema mundiais e nacionais com o filme “O Homem das Multidões”. Com estreia em 31 de julho, o drama acompanha o cotidiano de Juvenal (Paulo André), solitário maquinista de metrô que se mistura ao aglomerado de gente do centro de uma grande metrópole em busca de companhias.

 Sob direção dos premiados Cao Guimarães e Marcelo Gomes, “O Homem das Multidões” é resultado de quase sete anos de trabalho e já rendeu diversos prêmios antes mesmo de sua estreia. Nos festivais internacionais, já recebeu os prêmios de máximo júri no Festival de Cinema Latino-Americano de Toulouse, melhor fotografia e especial do júri no Festival Internacional de Cinema de Guadalajara e melhor direção na Première Brasil do Festival do Rio.

Atuando desde 1998, a REC Produções nasceu a partir do ideal em comum entre os produtores Chico Ribeiro, João Vieira Jr. e Ofir Figueiredo de realizar produções audiovisuais independentes para o mercado publicitário e os públicos de Cinema e TV. Pautada na excelência técnica e artística, desde 2007 a REC implementou tecnologia HD em seus equipamentos de captação e edição, permitindo que o material produzido atinja os melhores parâmetros de qualidade de imagem, além de permitir que a REC esteja dentro dos padrões necessários para produzir publicidades e programas para a TV digital.

0

REC Produtores se muda para novo espaço no centro do Recife

Seguindo uma tendência de reocupação do centro do Recife, a REC Produtores, cliente da TGI, agora ocupa um dos espaços do tradicional Edifício Pernambuco, da década de 60 e localizado no coração da Avenida Dantas Barreto. O espaço abriga empresas de diversas áreas como economia criativa, comunicação e artes plásticas. A mudança coincide com os 15 anos da REC.

A ocupação do prédio faz parte de um movimento que estimula a revitalização dos espaços e reestruturação da área, que já conta com a rede de serviços comum a áreas centrais de grandes cidades. O projeto da nova sede da REC é da arquiteta Séphora Silva e reflete um novo conceito de empresa que prioriza a comunicação e o contato entre as pessoas, estimulando o compartilhamento e a colaboração constante no ambiente de trabalho.

“Saímos de salas com paredes que isolavam os membros da equipe entre si e do mundo. Agora temos muita vida acontecendo do lado de fora das janelas e acompanhamos diariamente a narrativa do lugar do qual fazemos parte, podendo assim contribuir em nossa rotina com a construção da cidade que queremos e em que acreditamos”, explica uma das sócias da REC, Nara Aragão. Atualmente, a equipe da REC é formada por 13 profissionais.

Premiação – Depois de comemorar o sucesso do filme Tatuagem, de Hilton Lacerda, que está em cartaz pela 22ª semana no Cinema São Luiz, agora a REC comemora o reconhecimento pelo filme O HOMEM DAS MULTIDÕES de Marcelo Gomes e Cao GUIMARÃES. O longa teve sua estreia internacional em fevereiro deste ano no Festival de Berlim, e ganhou os prêmios GRAND PRIX COUP DE COEUR, no CINÉLATINO RENCONTRES DE TOULOUSE e Prêmio especial do Júri e Melhor fotografia, no FESTIVAL INTERNACIONAL DE CNE EN GUADALAJARA.

No Brasil, o filme já tinha sido contemplado com o prêmio de Melhor Direção no Festival do Rio e estreia nas salas de cinema em 31 de julho deste ano.

0