All posts tagged Fábio Menezes

Fábio Menezes assume Presidência do Programa Pequenas e Médias Empresas da AMCHAM

O consultor e sócio da TGI, Fábio Menezes, assumiu a Presidência do Programa Pequenas e Médias Empresas da Amcham Recife, que tem o objetivo de reunir gestores para discutir os desafios práticos da gestão, a realidade do mercado e trocar experiências e estudos de caso. O programa foi criado no ano passado a partir da realização de uma pesquisa coordenada pela Amcham em parceria com a TGI, para entender como essas empresas estavam enfrentando a crise.

O convite para a Presidência partiu da própria Amcham e, junto com a novidade, Fábio também anuncia os novos caminhos do Programa. “Para este ano, a ideia é que se promova uma série de debates sobre temas levantados com o grupo de participantes a partir da própria experiência dos gestores”, afirma. O consultor entende que o Programa é uma oportunidade de contribuir com a realidade das pequenas e médias empresas de Pernambuco. “Para mim é uma satisfação muito grande. Nos momentos de dificuldade, quanto mais os empreendedores ampliarem suas redes de articulação, melhor”.

Para Bernardo Bandeira, analista de produtos e serviços da Amcham, o programa é importante para que os gestores tenham contato com outras empresas e cresçam em experiência de mercado. “O programa é um dos mais assertivos da Amcham, dá espaço para que os principais gestores das pequenas e médias empresas possam aprender, discutir, ter contato com outros gestores. É a primeira vez que isto acontece. É importante também porque mais de 70% dos associados da Amcham são de pequenas e médias empresas”.

Para ele, a contribuição de Fábio Menezes se dá pela experiência e expertise no trabalho feito na TGI. “Fabio é um ponto focal; a expertise da TGI em trabalhar com essas empresas é um dos pontos no qual ele vai poder passar sua experiência e nos guiar para uma proposta mais clara para esses gestores”, finaliza.

0

Sócio da TGI participa do Fórum Novos Líderes

O consultor Fábio Menezes, sócio da TGI, participou, entre os dias 19 e 22 de outubro, do Fórum Novos Líderes, evento que visa promover um debate sobre a conjuntura político-econômica do país e as alternativas para o futuro. O encontro, que aconteceu no Guarujá, em São Paulo, entrou em sua nona edição buscando contribuir com o desenvolvimento e formação de novas lideranças.

O grupo Novos Líderes é formado por jovens profissionais de todo o Brasil, que vão desde empresários a políticos e pensadores. No evento, eles se reúnem com foco na formulação de propostas e iniciativas capazes de promover a transformação política, econômica e social do país de forma sustentável.

Fábio Menezes, que participou do Fórum como um dos debatedores, destaca a importância de integrar um evento desse porte. “É uma oportunidade muito interessante de trocar experiências e debater sobre o país com um grupo expressivo de novas lideranças empresariais de todas as partes do Brasil, o que favorece um debate mais abrangente e consistente”, finaliza.

0

Fábio Menezes fala sobre perspectivas para 2017 em encontro do grupo Let’s Work

O consultor Fábio Menezes, sócio da TGI, participou, em novembro, de um encontro do Let’s Work, grupo formado por jovens empresários pernambucanos de diversos segmentos que se reúnem para discutir temas relacionados a negócios e mercado e também para compartilhar experiências. Na ocasião, Fábio Menezes palestrou para cerca de 40 empreendedores sobre as perspectivas para 2017.

Abordando o tema central “O fim da crise e a retomada do crescimento”, o consultor ressaltou que o país vem enfrentando uma das maiores recessões de sua história, contabilizando queda do PIB, aumento no número de desempregos, inflação alta e impostômetro na casa dos trilhões. Entretanto, segundo Fábio, há uma estimativa de recuperação da economia brasileira até 2019, mas, para que isso aconteça, é preciso que haja um ajuste fiscal e uma reforma política, visando retomar a confiança do consumidor e dos investidores.

Diante deste cenário, apesar de ter se mostrado mais fortalecido do que muitos outros estados, Pernambuco não saiu ileso do azar da conjunção de crises nos últimos anos, contabilizando uma queda brusca no PIB e altos números de desemprego. Entretanto, segundo o consultor, o desenho que se forma é que quando a crise econômica brasileira passar, o estado volte à sua trajetória histórica de crescimento paralela a do país.

0

Sócio da TGI fala sobre as Perspectivas de Mercado para 2017

Sócio e consultor da TGI, Fábio Menezes, foi um dos palestrantes do evento Meeting of Minds que a Accel Personal Trainers realizou nos dias 12 e 13 de novembro. O evento, aberto ao público, aconteceu no Centro de Convenções de Pernambuco e reuniu empresários, profissionais e estudantes da área de saúde e fitness.

Na sua participação no evento, no dia 12 desse mês, o consultor Fábio Menezes fez um link entre o fim da crise e a retomada do crescimento, além dos desafios da disrupção digital na área de saúde. O consultor abordou as perspectivas para o mercado nacional para além da crise e falou sobre as alternativas para enfrentar os desafios dessa conjuntura no país em meio às grandes mudanças impostas pelos avanços tecnológicos.

Para Denis Foster, da Accel Personal Trainers, a palestra de Fábio ampliou o debate proposto pelo evento: apresentar a diversidade de temas em torno da Educação Física. O Meeting of Minds acontece há quatro anos e procura sempre uma proposta diferenciada com temas variados.

0

Sócio da TGI ministra palestra sobre abertura de novos negócios

Mesmo em um momento de crise, cresce o número de pessoas que decidiram empreender. Só em Pernambuco, segundo dados da Junta Comercial, mais de 31 mil novas empresas foram abertas desde janeiro. Diante desse cenário, o consultor e sócio da TGI, Fábio Menezes, ministrou, no dia 14 de setembro, a palestra “Os primeiros passos para a abertura de um negócio”, em evento promovido pelo Workhall Coworking em parceria com o Shopping ETC.

Um fator que contribui para o surgimento de novos empreendimentos, segundo Fábio, seria o aumento do número de demissões, a necessidade de compor a renda ou mesmo aproveitar uma oportunidade de negócio. Entretanto, a maior parte dos empreendedores tem dificuldade de dar os primeiros passos e atingir bons resultados. “Muita gente investe a verba indenizatória da demissão na abertura de um negócio, mesmo sem conhecer o segmento escolhido e sem fazer o planejamento adequado. As pessoas muitas vezes resolvem empreender baseadas em um desejo ou identificação com alguma área, mas esquecem de avaliar se a ideia pode realmente se transformar em algo lucrativo”, alerta.

De acordo com o consultor, não existe uma fórmula mágica para fazer um negócio dar certo. No entanto, seguir alguns passos pode aumentar as chances de sucesso. “A primeira atitude é analisar bem o mercado, pois empreender num ambiente hipercompetitivo exige uma estruturação empresarial consistente. Nesta etapa, é importante estudar a concorrência, as ameaças e oportunidades. Pesquise e entenda o mercado em que sua empresa irá atuar. Vá a campo, use a internet, faça entrevistas, converse o máximo possível”, orienta Fábio.

A partir daí, será possível estruturar um projeto empresarial que deve definir a identidade do negócio, qual será seu público-alvo e seus diferenciais competitivos. “Neste ponto, defina com clareza quem é a empresa e seus princípios básicos de funcionamento. Não se esqueça de responder a pergunta ‘como vou ganhar dinheiro?’”, completa o consultor. Com um projeto bem estruturado, é hora de pensar em um planejamento estratégico, com definições claras dos objetivos de médio e curto prazo, além da escolha adequada das prioridades para o início do negócio.

Por último, é necessário elaborar um orçamento realista, que englobe os custos para implantação do negócio (infraestrutura, equipamentos, divulgação, contratação de serviços técnicos como advogado, contador, arquiteto, designer, etc.), além das projeções de receita, despesa e ponto de equilíbrio. “Faça a estimativa do quanto você precisará investir para fazer o negócio funcionar e verifique sua viabilidade, garantindo que você conseguirá bancar o tempo de maturação da empresa até ela comer a dar lucro”, completa Fábio.

Em resumo, não existe um plano perfeito para começar nem será possível controlar todas as variáveis, alerta o consultor. “Estará mais preparado aquele
que estiver sempre pensando de modo estratégico sobre o negócio e fazendo os ajustes necessários em tempo hábil”, finaliza.

0