Como otimizar as contratações nas empresas familiares

Nas empresas familiares, é muito comum e natural que os integrantes da família empresária recebam currículos e pedidos de emprego vindos de diversas fontes. Principalmente agora, com muita demanda por oportunidades de trabalho por conta da crise provocada pela COVID-19, temos percebido que essa prática se tornou ainda mais frequente. Porém, é preciso cuidado com esses pedidos.

Muitas vezes as pessoas da família se veem em uma situação difícil de administrar quando recebem esses apelos. Algumas optam por nem considerar e responder quem enviou o currículo para não se comprometer. Outras acabam forçando uma contratação para ajudar, mesmo quando não há necessidade para a empresa ou capacidade técnica do contratado para o cargo.

Nos dois casos, o resultado será o mesmo. Relações desgastadas e, até mesmo, prejuízos para o negócio. Por isso, a melhor saída é a criação de regras e critérios bem definidos para as contratações. Muitas empresas familiares já fazem isso e têm resultados positivos, tornando não só as seleções mais assertivas, mas também facilitando para os integrantes da família empresária na hora de dar retorno aos pedidos de “amigos”.

Desta forma, eles podem até receber os currículos, mas poderão deixar claro para os solicitantes que a empresa dispõe de uma política preestabelecida para recrutamentos e que irá encaminhar a indicação para o setor de RH considerar e avaliar o profissional quando houver uma seleção em andamento. Assim, os dois lados saem ganhando. O profissional que está em busca de uma colocação poderá ter seu currículo considerado em alguma oportunidade e a empresa cria um banco de talentos para otimizar os processos seletivos.

Se você está em busca de ajuda para sua empresa familiar, fale conosco!

Georgina Santos
TGI Consultoria
Enviar para um amigo
0

ESCREVA SEU COMENTÁRIO