Escola Vila Aprendiz expande com abertura do Ensino Fundamental II

A Vila Aprendiz, cliente TGI, começou 2020 com novidades. A partir deste ano, a escola, localizada em Boa Viagem, passa a oferecer o Ensino Fundamental II, seguindo o mesmo método construtivista adotado pela instituição de ensino há mais de 11 anos na Educação Infantil e Fundamental I.

A expansão para o Ensino Fundamental II se deu, inicialmente, com a abertura do 6º ano, para atender os estudantes que finalizaram, no ano passado, o 5º ano, último do Ensino Fundamental I. Daqui pra frente, a escola acrescentará uma nova série anualmente, até chegar ao 9º ano. “Essa decisão foi fruto do pedido constante dos pais dos nossos alunos, além do grande desejo da Vila Aprendiz de oferecer para os estudantes do Fundamental II um ensino com a mesma filosofia que já aplicávamos com os alunos das séries iniciais”, conta Paula Leão, diretora de gestão e novos projetos e sócia da Vila Aprendiz.

Segundo a diretora, os conceitos da “cultura maker”, do aprender fazendo e construindo, e do estímulo ao trabalho em equipe, já eram inerentes ao posicionamento da escola desde a sua fundação. “Não acreditamos na cultura do ranking, do individualismo, onde apenas o melhor desempenho é reconhecido. Por exemplo, nas nossas salas de aula, as bancas não são enfileiradas, mas agrupadas em, no mínimo, quatro”, explica Paula. A ideia da escola é estimular que os estudantes trabalhem em conjunto, desenvolvendo novas habilidades e o pensamento de que, quando pensamos juntos, somos capazes de fazer mais e melhor. “Nossa proposta é levar isso, também, para o Fundamental II”, afirma a diretora.

Assim como a valorização do coletivo, a inteligência socioemocional dos alunos sempre foi um dos focos do trabalho da Vila Aprendiz, que instituiu o acompanhamento psicológico para todos, dentro da sala de aula e inserido no currículo dos estudantes. “Além disso, acreditamos que toda a equipe da escola é agente participante do desenvolvimento socioemocional das crianças. Então, investir nessas pessoas faz parte da nossa filosofia”, comenta.

Anualmente, a Vila Aprendiz leva todos os seus funcionários, da portaria até a direção, para um treinamento motivacional. “Neste ano, trabalhamos com eles, nesse encontro, o nosso tema anual, que é ‘Um olhar que vai além’. Usamos os sentidos para falar sobre como a escola é um palco de experiências. As nossas crianças vão lembrar para sempre dos cheiros, das vozes, dos sabores que elas experimentaram aqui dentro. A nossa missão é fazer com que todas essas lembranças sejam positivas”, afirma.

Além disso, a Vila Aprendiz vai levar, neste ano, seu corpo pedagógico para Belo Horizonte, onde conhecerão in loco a Escola da Serra, uma das poucas do Brasil a receber, do MEC, o certificado de escola inovadora. “Vamos levar nossos docentes para beber dessa fonte, pois não dá para a gente fazer um ensino diferente sem capacitação, sem desconstrução e construção constantes”, diz Paula.

Mensagem – Para marcar o início do Ensino Fundamental II na escola, a Vila Aprendiz idealizou um novo uniforme para os alunos do 6º ano, com uma mensagem especial, desde a arte até a composição. “Em parceria com a DOM, que fez um excelente trabalho de arte e finalização da camiseta, criamos um fardamento sustentável, feito 50% de garrafa pet e 50% de algodão fio trinta penteado orgânico com tinta à base de água, ou seja, sem derivados do petróleo”, conta a diretora.

A camiseta traz, ainda, uma arte com a frase “Somos sementes do que ainda virá”, retirada da música “Sonho de uma flauta”, de Fernando Anitelli. Para Paula Leão, esse trecho representa a grande missão da Vila Aprendiz. “As crianças são as sementes das novas gerações, do que ainda virá no mundo. Somos responsáveis pela formação desses novos cidadãos”, finaliza.

Enviar para um amigo
0

ESCREVA SEU COMENTÁRIO