Francisco Cunha ministra palestra em Seminário de Tropicologia

O consultor e sócio da TGI, Francisco Cunha, foi o palestrante convidado da 4ª edição do ano do Seminário de Tropicologia, realizado em julho na Fundação Joaquim Nabuco, em Casa Forte. Defensor da mobilidade a pé, Francisco Cunha falou sobre o tema “A cidade tropical dos 5km por hora” .

Na apresentação, o consultor abordou o quanto a pedestrianização é necessária para a melhoria do trânsito nas cidades, já que não se pode aumentar as vias, mas sim reduzir o número de veículos nelas. Dentro desse conceito, Cunha avaliou que é fundamental que o poder público e a sociedade preservem as calçadas e as ruas, que o pedestre seja respeitado para que possa utilizá-las com segurança e que tenha condições de caminhabilidade, principalmente numa cidade de forte incidência solar, como o Recife.

Francisco ressaltou ainda que, como resultado de suas caminhadas pela capital pernambucana, que já somam cerca de 15 mil quilômetros em 12 anos, conseguiu concluir que a cidade, desde o início do século 20, foi desenhada para circulação de automóveis. “As consequências do uso cada vez maior de veículos podem ser vistas no cotidiano: engarrafamentos, calçadas esburacadas, insegurança gerada por ruas ocupadas por carros e não por gente”, disse.

Por fim, Cunha alertou que as cidades brasileiras precisam avançar nas suas estruturas urbanas, assim como os grandes centros do planeta, a exemplo de Paris, Londres e Nova York. “É necessário adequar os espaços públicos para as novas exigências do século 21: pedestres, ciclistas e coletivos. Além disso, precisamos de melhorias também para o transporte do futuro, como os de aplicativos, patinetes e bicicletas elétricas, respeitando as condições topográficas e de clima de cada cidade”, concluiu.

Enviar para um amigo
0

ESCREVA SEU COMENTÁRIO