Evento da Rede Gestão e do Conselho Estratégico Pernambuco Desafiado recebe ex-governador Paulo Hartung

A convite da Rede Gestão e do Conselho Estratégico Pernambuco Desafiado, o economista e ex-governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, participou, no dia 14 de março, de evento no Mar Hotel, onde conversou com um público de mais de 150 pessoas composto por empresários, políticos, gestores públicos e formadores de opinião. O êxito da sua gestão à frente do governo capixaba foi o principal assunto da palestra. Os grandes problemas e desafios a serem enfrentados pelo Governo Federal e pelos estados para enfrentar o déficit fiscal e retomar o crescimento do Brasil também foram abordados ao longo do evento.

Disposição para fazer e liderança foram os principais elementos ressaltados pelo ex-governador para explicar o fato de o Espírito Santo ser, hoje, o estado brasileiro mais bem estruturado financeiramente. “Não tem caminho fácil, há o caminho certo, que é o do ajuste nas contas”, frisou Hartung, relembrando que deixou mais de R$ 700 milhões em caixa para o seu sucessor. O ex-gestor lembrou ainda que, além da crise do País, seu governo também enfrentou os efeitos de uma forte crise hídrica e da paralisação das atividades da Samarco, à qual teve impacto na economia estadual.

Além do componente fiscal, o Espírito Santo também tem dados positivos em outras áreas, como Educação e Segurança. Em 2018, por exemplo, o estado registrou a maior queda do número de homicídios dos últimos 29 anos. Paulo Hartung fez questão de enfatizar que a experiência exitosa do governo capixaba não é única no Brasil e revelou que veio buscar no Ginásio Pernambucano a inspiração para reformular o Ensino Médio do estado durante a sua gestão. Já do Ceará, veio o modelo para reestruturar a Educação Infantil.

Sobre o Brasil, Paulo Hartung afirmou que a crise pela qual o País passa não sofreu nenhuma influência externa. “Nós convivemos com uma crise que tem nome e endereço certo: a crise fiscal. E a razão dela é o alto custo da máquina pública em nosso país”, frisou o gestor, salientando que o trabalho não é fácil de ser feito, mas com liderança pode ser realizado. Hartung defendeu a urgência das reformas no Brasil e enfatizou ser preciso derrubar, no âmbito nacional, o discurso de que ajuste fiscal é sinônimo de falta de investimento público na área social.

“No Espírito Santo, mostramos que essa teoria não é verdade, quebramos a espinha dorsal desse discurso. Fizemos um ajuste fiscal duro e produzimos ações sociais relevantes no estado”, enfatizou o ex-governador, afirmando que, nos dias atuais, não há mais espaço para o gestor público fazer estripulias e querer jogar no colo do seu sucessor. Sobre a corrupção, o ex-governador afirmou que só há um caminho para enfrentá-la: o da transparência.

Rede Gestão – Criada em 1997, a Rede Gestão é formada por um conjunto de empresas e instituições especializadas que oferecem um amplo e diversificado leque de produtos para atender às variadas necessidades de assessoria, consultoria, capacitação e pesquisa de seus clientes — empresas privadas, públicas e organizações do Terceiro Setor.

Atualmente, fazem parte do quadro da Rede Gestão as empresas TGI, ACTBEL, AFM Arquitetos, ÁgilisRH, Basel Seguros, BuzzLab, Cartello, Carvalho & Lopes, Costa & Pinto, CPPL, Escobar e Mota Advogados, Guimarães Ferreira, HSBS, INTG, Jairo Aquino, LMS/TGI, Luiz Vieira Arquitetura de Paisagem, Mello Pimentel Advocacia, Milênio, Procenge, SaúdeCorp, Tabelionato Figueiredo, Trajeto Consultoria, Valore Contadores Associados e Voz Comunicação.

Enviar para um amigo
0

ESCREVA SEU COMENTÁRIO