Para que pressa?

A pressa tem sido vista como característica da geração Y, mas não é só dela: todos estão buscando se adaptar a esse ritmo frenético. Até o domingo tem ficado comprometido com a rapidez do mundo atual.

As pessoas estão correndo sem saber para quê e, quando atingem seu objetivo, partem logo para outro, sem desfrutar dos ganhos do momento. Mas a pressa não deve se tornar uma constante. O aumento da demanda de trabalho, a concentração de tarefas, o encurtamento de prazos podem causar estafa.

É preciso diminuir um pouco essa correria. Intercale agitação com momentos de sossego. Separe um dia para relaxar, se divertir e se desligue um pouco da afobação do cotidiano.

Enviar para um amigo
0

ESCREVA SEU COMENTÁRIO