Formação é tendência

O tema da quinta edição da sondagem Termômetro ÁgilisRH foi a percepção dos gestores sobre a formação de jovens profissionais.

Os dados mostram algumas das novas tendências de gestão de RH, e uma das mais significativas é que todas as empresas entrevistadas declararam que desenvolver e promover tem se mostrado uma prática mais eficiente do que buscar profissionais prontos no mercado, e o maior ganho tem sido melhor qualificação e manutenção da equipe por mais tempo. Não é por acaso que a maioria das empresas pesquisadas está investindo em algum tipo de programa de formação para profissionais que estão entrando no mercado de trabalho.

Para o jovem, o mais importante é compreender que empresas que investem em programas de formação têm planos de longo prazo para os novos profissionais e estarão mais propensas a investir na sua qualificação. Assim, quando estiverem buscando suas primeiras oportunidades, os novos profissionais devem observar se a empresa oferece algum tipo de programa de formação e quais as possibilidades de carreira, e não pensar apenas na remuneração.

Às vezes, abrir mão de uma remuneração inicial alta e pensar no retorno a médio e longo prazos pode ser a melhor estratégia de carreira. A perspectiva de crescimento e os desafios são fatores importantes a serem considerados na hora da escolha. E o retorno financeiro chegará — em alguns casos, melhor do que nas oportunidades cujo salário inicial era alto.

Na próxima edição, veremos que aspectos são importantes depois que o jovem profissional já está incorporado a um programa de formação.

Enviar para um amigo
0

ESCREVA SEU COMENTÁRIO